Capri – Itália

Estive em Capri duas vezes. Em junho de 2013, uma diária no Hotel JK Place e em junho de 2017, três diárias no Hotel Quisisana.

Capri é linda demais! Era o lugar preferido do meu marido no mundo até ele conhecer Santorini (esse ano), agora ele não sabe qual deles gosta mais!

Prefiro Capri porque tem mais coisas para ver e fazer e como sou agitada, se adapta mais ao meu perfil. O Hotel Quisisana é maravilhoso, localização perfeita, bem no centrinho da ilha e oferece serviços para a sua comodidade que facilitam muito a vida do hóspede.

Para chegar em Capri só de ferry boat (para os mortais) ou de helicóptero. O caminho mais comum é via Nápoles (fiz isso em 2013) pelo Molo Beverello, o porto do centro da cidade, leva em torno de 40 minutos. Em 2017, como fiz um tour por outras cidades, Nápoles, Sorrento, Positano, Ravello e Amalfi, saí do porto dessa última e levou quase 1 hora. Os barcos parecem ônibus aquáticos, o mesmo tipo de poltronas, só que em filas maiores.

O porto de Amalfi é bem pequeno e a travessia Amalfi/Capri só funciona no verão.

IMG_0059 (1)

O barco de Amalfi é bem menor do que o usado em Nápoles e mais lento também.

IMG_0066

Sentei na janela e ia para a parte externa de vez em quando olhar, o trajeto é lindo. O barco fez uma parada em Positano.

IMG_0088

Quando chegamos em Capri, no porto já tem o pessoal do Hotel Quisisana esperando para levar as malas “lá para cima”. Tem duas formas de subir, de táxi e de funicular. Já tinha subido de carro em 2013 (o Hotel JK Place te espera com um carrinho elétrico) então quis conhecer o funicular, é bem legal. Não precisei comprar os tíquetes, o hotel me forneceu.

IMG_0102
A primeira visão de Capri

IMG_0119 (1)

O maravilhoso Hotel Quisisana

IMG_0187

IMG_0158

IMG_0153

IMG_0674

O nosso quarto era lindo com vista para a piscina e o mar

IMG_0132

IMG_0135

O primeiro lugar que fomos conhecer foi a Villa Jovis. A casa mais bem preservada do Imperador Tibério. Ele possuía outras casas na ilha e governava Roma daqui. A Villa Jovis foi a sua última casa, construída em 27 d.c. morou aqui até a sua morte em 37 d.c.

Do Hotel no centro de Capri até a Villa Jovis tem aproximadamente 2 Km. A caminhada é morro acima já que fica no 2° monte mais alto de Capri, com 334 metro de altura. Estava calor, mais de 30 graus, tem que ter preparo físico.

IMG_0190
O caminho é lindo

IMG_0195

Já dá para ver as ruínas no topo do monte, mas não chegam nunca!

IMG_0211

No final o caminho aperta, tem escadas, quase morri (o marido ótimo!)

IMG_0214

E quando a gente chega, uauuuu, que vista linda!

IMG_0228

IMG_0231 (1)

A emoção de andar por esses corredores onde viveu Tibério Júlio César Augusto

IMG_0241 (1).JPG

IMG_0232

Só estava a gente lá e então chegou um rapaz e eu pedi em inglês para ele fazer uma foto nossa. Depois a clássica pergunta: Where are you from? E ele: Brasil!!!! Não é possível!

IMG_0257 (1)

IMG_0267

Que lugar lindo, valeu muito a pena conhecer, amei!

IMG_0263 (1).JPG

Depois, na descida, paramos para tomar uma limonada. Amigos pelo mundo!

IMG_0273.JPG

No outro dia fomos conhecer Anacapri, a outra parte da ilha, de mini ônibus, que faz o transporte público normal da ilha, o bilhete compra no terminal da praça central, bem fácil. Chegando em Anacapri, bem em frente ao ponto de ônibus tem o teleférico para ir ao Monte Solaro, o ponto mais alto de Capri com 589 metros.

IMG_0291

Marido já instalado na sua cadeirinha, elas ficam rodando sem parar e os funcionários ajudam a subir.

IMG_0300

Eu não tenho medo de quase nada nessa vida, mas aqui foi difícil! A vista é linda, não tinha vento, mas a cadeira é pequena, balança, é alto demais, leva 1 minuto a travessia, mas que minuto longo que não acabava nunca!

IMG_0308 (1)

IMG_0315 (1)

Quase lá!

IMG_0329

IMG_0330 (1)
Insira uma legenda

Chegamos! O Monto Solaro tem um promontório com vista para o mar que é a coisa mais linda desse mundo, tem que ir, vale muito a pena!

IMG_0351.JPG

Felizes no Monte Solaro

IMG_0364

IMG_0392

E as borboletas que se aproximaram nesse momento? Só vimos depois na foto.

IMG_0391

IMG_0402 (1)

Tem um café muito bom na esplanada, todo florido e com essa vista de babar.

IMG_0387

IMG_0383 (1)

Estátua do Imperador Augusto César

IMG_0380

E agora para convencer o marido a descer? Não queria de jeito nenhum, ficou com medo

IMG_0422

De novo no centro de Anacapri, fomos na atração que o marido mais queria conhecer, a Villa San Michele. Rogério gosta muito de ler e tinha um tio médico. Uma vez conversando comentaram sobre um médico que tinha uma casa em Capri, por coincidência o Rogério tinha o livro e presenteou o tio. Era a história de Axel Munthe e sua casa, que se chama O Livro de San Michele. Foi um dos primeiros best sellers mundiais e por anos o livro mais lido do mundo, depois da Bíblia e do Corão.

IMG_0433 (1)

IMG_0435

Axel Munthe era um jovem médico sueco que fugindo do frio de seu país conheceu Capri e se apaixonou pelo lugar e seu clima e decidiu construir uma casa em 1885, sobre os restos de uma antiga capela dedicada a San Michele, em Anacapri.

Compartilhou a sua paixão pela natureza (animais e plantas) com a Rainha Vitória da Suécia que passou temporadas aqui.  Recuperou restos arqueológicos, comprou um terreno para que aves migratórias, que estavam em risco de extinção por causa da caça, tivessem uma área de proteção. Informações do site: http://www.capri.com

IMG_0446 (1)

A casa é muito bonita, só que a cereja do bolo é a área externa, que jardins maravilhosos, que vista, que sonho viver em um lugar assim.

IMG_0465

IMG_0467

IMG_0471

Axel Munthe viveu 56 anos em Capri.

IMG_0475

IMG_0495
Realizando um sonho – com a esfinge

A Vila San Michele funciona todos os dias das 9:00 às 18:00 horas e é a segunda atração mais visitada de Capri, só perde para a Gruta Azul.

Na primeira vez que fomos a Capri fizemos um passeio de barco privativo, contratamos no próprio hotel (JK Place) e demos o giro completo pela ilha, com o barco típico chamado Gozzo, foi maravilhoso, lindo demais, mas não conseguimos entrar na Gruta Azul porque o mar estava agitado.

DSC02353
Barco Gozzo – junho 2013

Com os Faraglioni – rochas que são o cartão postal de Capri

DSC02244.JPG

DSC02246

DSC02255

A cor desse mar

DSC02230

DSC02227

Conforme o lado da ilha os tons variam de verde e azul

DSC02299

Então em 2017, fomos almoçar no restaurante Il Riccio, um beach club que fica em cima da gruta. Ambiente descolado, comida maravilhosa e vista incrível, está na categoria tem que ir em Capri.

Detalhe: não costumo pedir para garçom nos fotografar e muito menos nessa “pose” segurando as taças, mas foi um que se ofereceu e ainda disse para a gente fazer assim, então obedecemos, claro, pela gentileza!

IMG_0815

IMG_0821.JPG

O restaurante Il Riccio tem uma sala para sobremesas, de morrer!

IMG_0839

A vista lá de cima do Il Riccio

IMG_0828 (1)

IMG_0837

IMG_0858 (1)

Descemos as escadas, tinha fila, esperamos uns 40 minutos para entrar na Gruta Azul

IMG_0866 (1)

O nosso barqueiro era um italiano doido (pleonasmo) e muito engraçado, depois de se abaixar e ter que ficar deitado em um barquinho minúsculo para não bater a cabeça na pedra, entramos! Foi demais!!!

IMG_0890 (1)

IMG_0975 (1)

Que lugar lindo, os barqueiros ficam cantando, é mágico, amei!

IMG_0893

O barqueiro ofereceu para a gente mergulhar, mas não quis, a água é muito gelada, então se você tem interesse em mergulhar/nadar na Gruta Azul, vá à tarde. Muitos dizem que é proibido nadar lá dentro, mas não é. Pela manhã eles não deixam por causa do alto movimento, tem que entrar e sair logo, mas após às 15 horas é bem mais tranquilo, ficamos bastante tempo lá dentro, pessoas nadavam, foi incrível!  A melhor luz é ao meio dia. Fui às 15h e a luz estava linda lá dentro. Detalhe: ajuda se você der uma gorjeta para o barqueiro.

Continuando, o nosso passeio por Anacapri, da série não vivo sem igreja, conhecemos uma igreja muito interessante, a San Michele, na Piazza San Nicola

IMG_0516

O seu piso é todo de azulejos pintados, então a gente tem que andar por pequenas passarelas de madeira ao redor para não comprometer a pintura, é muito lindo.

IMG_0540

IMG_0548 (1)

E a igreja de Santa Sofia de 1510.

IMG_0566

As ruas de Anacapri são muito charmosas, adorei caminhar por lá.

IMG_0572 (1)

IMG_0575

De volta a Capri, outro lugar lindo é a Via Krupp. Flores pelo caminho, amo!

IMG_0694 (1)

Os Jardins de Augusto são terraços floridos com vista para os Faraglioni de um lado e para a Marina Picola e a Via Krupp de outro.

IMG_0703

IMG_0702 (1)

IMG_0715

IMG_0720 (1)

IMG_0720 (1)

O industrial alemão Friedrich Alfred Krupp costumava passar o verão em Capri, no início do século XX, mas achava complicado deixar o seu barco na Marina Pícola e subir até o Hotel Quisisana  onde ficava hospedado. Então resolveu construir uma estrada que desse acesso direto da Marina até o Hotel. O engenheiro contratado fez um corte nas rochas e superou uma diferença de 100 metros criando uma das ruas mais espetaculares do mundo! Informações do site: http://www.capri.com

IMG_0733 (1)

A Via Krupp é uma série de ruas estreitas que parecem se sobrepor. Hoje ela se encontra fechada por risco de desabamento, então a melhor maneira de ver é de cima, nos Jardins de Augusto, o acesso é a rua lateral ao Hotel Quisisana.

IMG_0732

Capri é toda florida, por todos os lados que se anda a gente encontra vasos com flores, terraços, jardins e as bougainvillea são um espetáculo. Só que tem uma que já virou atração turística e todo mundo quer tirar foto lá, Fica na fachada da loja Eres, na Via Camerelle, a rua do Hotel Quisisana.

IMG_0774

Tem coisa mais linda?

IMG_0980.JPG

As lojas de Capri são um charme e a minha preferida é a Carthusia, uma loja de perfumes, sabonetes, cremes e aromatizadores de ambiente que são muito bons!

IMG_0179

IMG_0174

IMG_0176

IMG_0178

E como amo museu, tinha que descobrir um Capri para visitar. E flores no caminho.

IMG_0746

Museo Diefenbach. Karl Wilhelm Diefenbach pintor expressionista alemão chegou em Capri em 1900 e produziu 300 obras ao longo dos 13 anos que passou na ilha. Pelos herdeiros foram doadas 30 pinturas que estão expostas no refeitório da Certosa de São Giacomo, um antigo mosteiro, desde 1974.

IMG_0760

Passear pelo centrinho de Capri durante o dia é muito bom.

IMG_0974

IMG_0962

IMG_0961

Só que é à noite que a ilha fica mágica. Piazza Umberto I – La Piazzeta

IMG_0279

IMG_0667 (1)
Mirante
IMG_0991
Restaurante Ai Faraglioni

E antes do jantar um aperitivo no bar do Quisi, não pode faltar.

IMG_0635

A gastronomia de Capri é maravilhosa, com muitos restaurantes incríveis, forte em frutos do mar ou na sua melhor mistura à la italiana, com massa, é uma perdição, mas, se eu tivesse que escolher um único restaurante para ir ou indicar seria sem dúvida o Da Paolino.

DSC02168

Na área externa do restaurante, onde ficamos, o céu é de limoeiros. O efeito é tão lindo, tão romântico, foi um jantar muito especial, a comida nem precisava ser boa, mas é. Uma noite de sonho, para guardar na memória para sempre (junho/2013)

DSC02146

DSC02154.JPG

DSC02162.JPG

 

 

Capri é um lugar incrível, o ideal é ir entre junho e setembro, para dias de verdadeiro “dolce far niente”.

IMG_0189

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s