Nápoles

É preciso estar preparado para gostar de Nápoles. Estudar muito, tomar algumas precauções. Confesso que fui tensa para lá, não é o que se espera de uma viagem de férias, mas tinha tanta vontade de conhecer que superei o medo e a insegurança e arrisquei. E gostei muito!

É uma Itália diferente, não é uma cosmopolita Milão, uma mágica Veneza, uma histórica Florença ou uma maravilhosa Roma. Tem problemas, ruas sujas, paredes pichadas, imóveis mal cuidados, muitas notícias de furtos a turistas, becos escuros e que dão má impressão. Parafraseando o que li sobre Palermo, Nápoles é um mundo, mas não é para todo mundo.

Esqueça lojas de grifes, restaurantes badalados, ruas charmosas. Nápoles tem história, muita e fui atrás disso. Tem Pompéia ao lado, eram esses os meus objetivos. E foram superados por uma arquitetura bonita, lindas igrejas, povo simpático e o incrível Museu Arqueológico Nacional que só por ele, a viagem para mim já valeu.

A hospedagem foi um caso sério, fiz e cancelei várias reservas até me decidir pelo hotel. Nápoles tem poucas opções de bons hotéis e são distantes do centro histórico e como só tinha dois dias na cidade não valia a pena ficar longe. Então resolvi reservar um que é moderno, em frente ao Porto e perto das atrações. Optei pelo Hotel Romeo e foi fantástico, adorei.

Hotel Romeo Eureka Reservation
Foto do Site Eureka Reservation – Lobby
hotel romeo 2 eureka
Foto do Site Eureka Reservation
IMG_8033.JPG
Vista do rooftop do Hotel Romeo

Então vamos logo ao motivo da minha ida à Napoles, o Museu Arqueológico Nacional. Funciona das 9:00 às 19:30 horas. Fecha 3ª feira. Uma das maiores coleções de artefatos greco-romano do mundo.

IMG_8131

IMG_8064

IMG_8128

O prédio do museu é lindo, estava bem vazio, foi uma visita muito tranquila, dá para apreciar bem as obras e fotografar sem ter dezenas de pessoas na frente. No piso térreo se encontra a Coleção Farnese com esculturas greco-romanas.IMG_8125

IMG_8049

IMG_8061

IMG_8058

No mezanino a coleção de mosaicosIMG_8080

No Gabineto Segreto a Coleção de Arte EróticaIMG_8088.JPG

IMG_8092

No 1° andar, na Sala Meridiana, antiga Biblioteca Real, a Grande Sala do Relógio Solar.IMG_8123 (1).JPG

Também no primeiro andar estão as descobertas de Pompéia e Herculano. Apesar de ter ido a Pompéia a importância está no fato de que aqui as peças são mais bem preservadas, os maravilhosos afrescos que foram retirados de Pompéia para a sua conservação.IMG_8112

IMG_8120

IMG_8118.JPG

Foi uma emoção muito grande ter visto tantas peças de importância histórica. O Museu Arqueológico de Nápoles é uma visita imperdível e pode ser feita em um bate e volta de Roma.

Uma das coisas pitorescas de Nápoles é a Rua dos Presépios. Durante todo o ano e não só na época de Natal, a Via de San Gregório Armeno possui dezenas de lojas que vendem presépios. De todos os tipos e tamanhos. O interessante é que não são só de motivos religiosos, mas também de caricaturas, comédias, ou seja, no lugar dos personagens originais, tem com jogadores de futebol, artistas, palhaços, enfim, infinitas opções, ficando a cargo da criatividade dos artistas.

IMG_8162.JPG

IMG_8161

IMG_8163

IMG_8166

Na parte de fora das lojas ficam as peças mais simples, mais baratas. Já no interior das lojas ficam as peças mais elaboradas, assinadas por artistas e que são lindas, mas dessas os vendedores não gostam que façam fotografias, muitas tem os cartazes de proibido fotografar.

IMG_8174

Infelizmente não comprei nenhum presépio, uma pena porque amo. Estava no início da minha viagem de 22 dias e Nápoles foi o primeiro destino. Também não gostei de nenhum presépio pequeno, os que eu gostei eram grandes, pesados e caros. Despachar para o Brasil é uma prática que ainda não adotei, acho que pode ser taxado e ficar ainda mais caro o produto. Então foi só para apreciar mesmo.

Na Rua dos presépios visitamos a Basílica de San Lorenzo Maggiore, na Piazza San Gaetano, do século XIII, uma obra prima do gótico francês. Nessa igreja encontra-se o túmulo de Catarina da Áustria, Sua fachada estava em restauro.IMG_8148

IMG_8150

Outra atração imperdível é o Palácio Real. Do ano de 1600 serviu de residência para os reis de Nápoles. Fica na Piazza del Plebiscito e funciona das 9:00 às 19:00 horas e fecha 4ª feira.IMG_8478IMG_8473

IMG_8432

O Palácio é lindo e de 1806 a 1815 foi enriquecido com adornos trazidos do Palácio de Tuileries em Paris por Carolina Bonaparte, irmã de Napoleão, rainha consorte de Nápoles.

IMG_8455

IMG_8451

A Sala do trono é a atração principal do palácioIMG_8459

IMG_8457

IMG_8462

IMG_8463 (1)

Junto com a Capela Real que é belíssimaIMG_8442

Cada canto do palácio é uma festa para os olhos. Considero o Palácio Real de Nápoles no seu interior muito mais bonito que Versalhes.IMG_8439.JPG

A Piazza del Plebiscito onde fica o Palácio Real, possui  25.000 m2 e tem a Basília de San Francesco di Paola, que infelizmente não pude visitar porque estava acontecendo um casamento e o Palazzo della Prefettura.

IMG_8475

IMG_8474

Após conhecer a praça e o palácio, com o calor de junho napolitano, precisei de um “sorvetinho” do café Gambrinus, na Piazza Plesbiscito, um local histórico desde 1860.

IMG_8255

IMG_8258

IMG_8481 (1)

 

Perto do Palácio  e da Piazza del Plebiscito fica a Galleria Umberto I , um centro comercial que lembra muito a Galleria Vitorio Emanuele de Milão.IMG_8264

IMG_8261

IMG_8273

IMG_8269 (1)

Contratei um passeio guiado a Pompeia (que ficará para outro post) com a empresa Viator tendo a simpática Simone como guia, uma napolitana muito querida que primeiro fez um rápido giro por alguns locais da cidade e então conhecemos o bairro de Posillipo, que fica no alto de uma colina e tem uma vista linda da cidade.IMG_8240 (1).JPG

IMG_8243.JPG

E também visitamos o Duomo do Nápoles.IMG_8177.JPG

A Catedral de Nápoles é dedicada a San Gennaro, o santo padroeiro da cidade. Seu estilo arquitetônico é o gótico e foi construída no século XIII no local de uma antiga igreja do ano 570.IMG_8215.JPG

IMG_8213.JPG

IMG_8191.JPG

A Capela de San Gennaro possui obras de arte e afrescos lindosIMG_8222

IMG_8203

IMG_8204 (1).JPG

Muito próximo a Piazza del Plesbiscito onde fica o palácio real se encontra o Castel Nuovo. Construído em 1279 para ser a residência dos reis de Nápoles, depois se tornou uma fortaleza e hoje é usado como escritório de governo. Não visitei o seu interior.IMG_8231

IMG_8421

Outro local de residência real é o Castel Dell’Ovo, do ano 1154, que hoje pertence as forças armadas, fica no Borgo Marinari e o seu interesse é realmente só arquitetônico externo. Passei por ele e pude admirar a sua beleza, mas não consegui uma foto boa.

Castelo do ovo Napoles
Foto do Site Notícias da Bota

Um lugar que fomos almoçar e adorei, então indico é o San Carlo 17. Ambiente muito agradável e comida deliciosa, pedimos frutos do mar e os camarões estavam ótimos. Na Via San Carlo, 17, próximo ao Teatro Ópera San Carlo.

IMG_8425

IMG_8427
Fachada do Teatro de San Carlo

Na última noite resolvemos jantar no Hotel Romeo, onde ficamos hospedados. No rooftop tem um restaurante gourmet maravilhoso “Il Comandante” com 1 estrela Michelin, amei! A decoração tem inspiração asiática, linda e o atendimento nota 10.

IMG_8508

IMG_8489
Couvert do Restaurante Il Comandante

Exemplos da belíssima arquitetura napolitanaIMG_8224

IMG_8417

IMG_8135

Após o choque inicial, percebi que Nápoles é uma cidade bonita, muito mais segura que a maioria das cidades brasileiras, tem várias atrações interessantes (dois dias foi pouco) e uma história rica que vale a pena ser visitada.

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s