Moscou

Capital da Rússia até 1703, quando Pedro, o Grande a transferiu para São Petersburgo e desde 1918, após a revolução bolchevique, foi fundada em 1147, teve a sua ascensão em 1462 com Ivã III e depois a partir de 1613 com a dinastia dos Romanov.

A cidade possui 12 milhões de habitantes, sendo uma das mais populosas do mundo.

Moscou é a Rússia da nossa imaginação. As construções que parecem os brinquedos de blocos de madeira da infância (quem tem mais de 40 anos conhece), os prédios pintados de vermelho, a arquitetura monumental do regime comunista. E a realidade: trânsito difícil, taxistas nada confiáveis e placas só em russo.

IMG_3708.JPG
Porta da Ressurreição – Praça Vermelha

E eu amei!!! Vou confessar: gostei mais de Moscou que de São Petersburgo.            Explico:  St. Peters é linda, tem muitas coisas interessantes, mas não parece uma cidade, é uma atração turística! Além de parecer muito mais Europa. Moscou é diferente, é Rússia. Então para conhecer realmente a Rússia precisa ir para Moscou.

Cheguei em Moscou de trem, vindo de São Petersburgo, são 4 horas de viagem. Reservei 3 dias para a cidade e foi muito pouco. Subestimei Moscou. Tem muita coisa para ver e fazer, é uma cidade grande, de deslocamento complicado, não consegui ver tudo o que eu queria, deu muita vontade de voltar, quem sabe um dia!

Fiquei hospedada no Hotel Four Seasons que fica na Praça Vermelha. Não existe localização melhor para visitar Moscou, principalmente se for pela primeira vez, do que a Praça Vermelha e o seu entorno.

IMG_3852.JPG

O Fous Seasons Moscou é o melhor hotel da cidade. É lindo, moderno, com uma decoração de extremo bom gosto.

IMG_2764.JPG

IMG_3039.JPG

IMG_3037.JPG

IMG_3044.JPG

E como havia ficado no hotel da rede em St. Peters me deram um upgrade para uma suíte de 98 m2. Quando entrei no quarto não acreditei. Eu nunca tinha ficado em um quarto assim na minha vida! Era um apartamento, com todo o luxo, conforto e comodidade de um hotel 5 estrelas. Reserva pelo http://www.grandluxuryhotels.com

IMG_2747
O quarto
IMG_2746
Hall do quarto com armários
IMG_2745
Continuação do hall do quarto com lavabo
IMG_2756
Sala de TV
IMG_3032.JPG
Sala de Jantar
IMG_2750
Banheiro

Na foto acima uma parte do banheiro, já que do outro lado tem a ducha e o sanitário.

Havia também um closet, separado, com vários armários e gavetas que dava para colocar roupas para mais de um mês e eu fui passar apenas 3 dias!!! Ohhh vida! Já fiquei 20 dias em um hotel que tinha apenas duas minúsculas portas de armário para roupas. Como são as coisas, não é mesmo? Fora que nem tive tempo para sentar e assistir TV ou pedir comida na “minha” sala de jantar, pois queria mesmo era aproveitar as muitas opções de restaurantes maravilhosos.

Mesmo assim amei a oportunidade de ficar em um hotel e quarto tão incríveis.

Bom, vamos sair e conhecer a cidade que eu estava louca de ansiedade. Como cheguei em um domingo já agendei a visita as estações de metrô, uma atração turística da cidade. O metrô de Moscou movimenta milhares de pessoas por dia, então se tiver oportunidade de visitar em um domingo é bem melhor, muito mais tranquilo.

IMG_2965.JPG
Com a Guia Tatiana na estação Novokuznetskaya

Contratei pela empresa Get Your Guide, única que encontrei com o horário que eu queria, um tour privativo em espanhol, com a guia Tatiana Vyazova. Nem me passou pela cabeça tentar visitar as estações sozinha. O serviço de um guia é fundamental nesses casos em que você tem pouco tempo e precisa fazer render. Em duas horas e meia conhecemos as estações mais bonitas e importantes de Moscou.

A primeira foi a Estação Ploshchad Revolyustsii que fica embaixo da Praça Vermelha, de 1938, possui estátuas de bronze e para dar sorte precisa passar a mão em uma estátua, no nosso caso escolhemos o focinho do cão.

IMG_2825

Estação Arbatskaya – linha 3 – Arbatsto – Pekovskaya, de 1953.

IMG_2830.JPG

Estação Kievskaya – Há duas estações com o nome Kievskaya só para confundir ainda mais o  turista, por isso a importância de se contratar um passeio guiado para conseguir chegar corretamente nas estações. Abaixo fotos da estação da linha 3, em homenagem ao povo da Ucrânia.

IMG_2839.JPG

IMG_2847.JPG

Estação Kievskaya, de 1954, a outra de mesmo nome, localizada na Linha Koltsevaya, número 5, com mosaicos de Lenin e Stalin.

IMG_2866

IMG_2874.JPG

Estação Slavyansky Bulvar da linha Arbatsko-Pokrovskaya, inaugurada em 2008

IMG_2861.JPG

Estação Belorusskaya, de 1952, dedicada aos irmãos eslavos da República da Bielorússia

IMG_2881.JPG

IMG_2882.JPG

Estação Novolobodskaya de 1952, com 32 vitrais e um mosaico de Pavel Korin que diz “Paz em todo mundo”.

IMG_2902.JPG

IMG_2898.JPG

IMG_2892

Estação Prospekt Mira de 1952 tem lustres lindos e detalhes em porcelana nas paredes.

IMG_2909.JPG

IMG_2912.JPG

E a mais linda estação de metrô de Moscou e acho que do mundo: Komsomolskaya, é a mais luxuosa das estações. Seu teto amarelo e os lustres de bronze parecem realmente um palácio. De 1952, possui 8 painéis que representam a luta da Rússia por  liberdade  e independência.

IMG_2939.JPG

IMG_2916.JPG

A estação Mayakovskaya de 1938 tem uma arquitetura futurista. Os seus arcos são de metal e se você tiver habilidade pode lançar uma moeda de um lado que ela corre perfeitamente até o outro. Nós tentamos e não conseguimos. No teto tem 34 claraboias com mosaicos que retratam as 24 horas na vida do povo russo, sendo várias atividades que vão desde a colheita até a cosmonáutica. Tem 33 metros de profundidade e na Segunda Guerra Mundial serviu de abrigo antiaéreo.

IMG_2973.JPG

img_2975.jpg

Estação Taganskaya, de 1959 possui 48 painéis com perfis em baixo relevo de mármore e um lindo tom de azul ao fundo, homenageando soldados, pilotos e marinheiros russos.

IMG_2946.JPG

IMG_2945.JPG

No primeiro dia também aproveitei para conhecer a GUM, a loja de departamentos mais famosa da Rússia. A GUM parece mais com um shopping mesmo, com lojas em espaços independentes como conhecemos no Brasil e não nos moldes da Laffayette ou Printemps em Paris por exemplo, com muitas lojas em cornes sem divisões (que particularmente não gosto).

A GUM fica na praça Vermelha e é linda demais! Foi construída entre 1889 a 1893 na época do Czar Alexandre III, na Revolução Bolchevique foi fechada e só reabriu em 1953.

img_3771.jpg

IMG_3768.JPG

Na área externa duas coisas chamam a atenção: os canteiros de flores, imensos e lindos! Depois as luzes na fachada e no calçadão em frente a sua entrada principal que formam um verdadeiro céu iluminado. A noite é fantástico!

IMG_3679.JPG

IMG_3695.JPG

IMG_3688

No interior da GUM tem lojas, inclusive de várias grifes, restaurantes, cafés, o quiosque de sorvete mais concorrido do planeta e um mercado no térreo.

IMG_2769.JPG

IMG_2771.JPG

IMG_2788.JPG

IMG_2797.JPG

IMG_2795.JPG

O Bosco Café é um ótimo local para fazer uma parada, tem espaço para lanches, café e doces e outro de restaurante para refeições. Fui para tomar um chá e comer um doce.  Adorei, atendimento muito simpático (li o contrário) e consegui uma mesa na parte externa para ficar apreciando o ir e vir.

IMG_3422.JPG

Como era muito próxima ao meu hotel, acabei passando na GUM três vezes. O seu nome corresponde as iniciais em russo de “Loja de Departamento Estatal” pois funcionou como um mercado de distribuição de gêneros alimentícios para a população durante o regime comunista. Após a queda do comunismo, se transformou no shopping center mais caro do mundo, interessante não? O seu nome atual é outro, em russo parecido com TYM (não sei como fazer no computador o alfabeto cirílico) que significa Loja de Departamento Universal, mas continua sendo conhecida por GUM.

Não sou fã de shopping no exterior, não gosto de perder tempo em lojas de departamentos nas minhas viagens, mas considero que dar uma “passada” para conhecer a GUM vale muito a pena, o prédio é lindo (seu teto de vidro ilumina o local naturalmente) e tem ótimas opções de gastronomia.

IMG_2796.JPG

No entorno da GUM, a poucos passos, se encontram várias atrações imperdíveis para se visitar em Moscou e vou explicar a diferença nas fotos do céu e roupas nestas atrações.

Fui na Praça Vermelha várias vezes nos 3 dias que estive em Moscou, pois o Hotel FS é aqui. Só que durante o dia, nos horários de visitação das igrejas, lojas e museus, a quantidade de pessoas era absurda, agosto é alta temporada em Moscou e as fotos externas não ficavam boas.

Então combinei com o marido, acordar as 5:30h da manhã e sair para fotografar as fachadas (amanhecia antes das 4h), ele topou e deu certo! As fotos mais lindas da vida, com um céu azul limpo e as atrações só para mim. E pasmem: às 6h da manhã, em frente a Catedral de São Basílio, quando eu já tinha terminado as minhas fotos, chegou uma excursão de chineses!

IMG_3739.JPG
Catedral de São Basílio

O melhor ângulo para fotografar a Catedral de São Basílio é na diagonal direita. Só que parte da Praça Vermelha estava fechada para um evento e não dava para passar. Mesmo assim, consegui fotografar praticamente todos os ângulos dessa Igreja que é tão linda e diferente para nós, o seu colorido tão intenso, parece realmente de brinquedo.

IMG_3757.JPG

IMG_3752.JPG

O seu nome é Catedral da Intercessão da Virgem do Fosso. Possui 9 cúpulas e a sua construção começou em 1561 por ordem do Czar Ivan, o Terrível, que reza a lenda, mandou cegar os arquitetos para que eles nunca mais pudessem repetir o projeto ou construir outra igreja mais bonita.

Originalmente era branca e dourada, só em 1860 que foi criada essa composição de cores que fascina o mundo.

Possui dois andares sendo a junção de 10 igrejinhas. No seu interior há placas indicando o trajeto e os nomes das igrejas por onde se está passando, como por exemplo: Igreja da Entrada do Senhor em Jerusalém, Igreja dos Três Patriarcas de Constantinopla e Igreja de São Gregório da Armênia, mas é um labirinto difícil de se localizar e fiquei dando várias voltas, passei muitas vezes pelos mesmos lugares, embora não tenha ficado incomodada com isso, porque na realidade, por mim, eu nunca mais sairia de lá de dentro 🙂

Comprei o ingresso antecipado pela internet no site http://www.tickets.shm.ru porque as filas no local são enormes. Chegando lá tem que trocar pelo tíquete no guichê que para isso não tem fila. O site abre em russo, mas com o google tradutor fica bem simples.

IMG_3308.JPG

Como são várias igrejas os seus estilos mudam, principalmente a decoração das paredes.

IMG_3292.JPG

IMG_3288

IMG_3291

IMG_3294

IMG_3301

IMG_3309

IMG_3314

Na Catedral de São Basílio não existe uma nave, com amplitude como vemos nas igrejas tradicionais, mas sim um emaranhado de corredores escuros com pequenas salas e altares. É realmente muito diferente e interessante.

IMG_3323

IMG_3328

IMG_3375

Ainda na Praça Vermelha, ao lado da Porta da Ressurreição se encontra o fantástico Museu Histórico Estatal, e, como sempre, me desculpem o desabafo, a ignorância dos turistas ainda me assombra. A cidade estava lotada e o museu praticamente vazio, triste! Claro que é muito melhor visitar um local mais tranquilo, sem tanta gente, só que acho um absurdo os turistas não se interessarem pela arte e cultura do país que estão conhecendo.

IMG_3548.JPG

Na fachada do museu tem uma estátua do Marechal Zhukov. Tem prédio mais lindo?

IMG_3555.JPG

O Museu Histórico do Estado foi fundado em 1883 na Coroação do Czar Alexandre III. O seu acervo é composto por pinturas, armas, utensílios, vestuário, decoração, jóias e relíquias imperiais dos Romanov.

A entrada é pela lateral esquerda, assim que ultrapassa a Porta da Ressurreição.

IMG_3461.JPG

IMG_3538.JPG

Abaixo lateral e fundos do Museu Estatal um dos prédios mais lindos da Praça Vermelha

IMG_3433

IMG_3451

E o seu interior é tão lindo, o que mais me impressionou na Rússia foi justamente isso, além do acervo, os prédios tem uma decoração incrível.

IMG_3469

IMG_3464

IMG_3466

IMG_3480

IMG_3481

IMG_3485.JPG

Visitei o museu sozinha, sem acompanhamento de guia, assim como na Catedral de São Basílio. A compra do ingresso na bilheteria local foi bem fácil e as peças do acervo tem explicação em russo e em inglês. O museu fecha na terça-feira e o seu horário de funcionamento até às 21h facilita a visita.

IMG_3487.JPG

IMG_3488.JPG

IMG_3495.JPG

IMG_3498.JPG

IMG_3500.JPG

IMG_3519.JPG

IMG_3523

A outra igreja situada na Praça Vermelha é a Catedral de Kazan, ao lado do Museu do Estado, assim que passa a Porta da Ressurreição, à esquerda. Sobre a história do ícone de Kazan você pode ler aqui São Petersburgo

A igreja, em agosto, mês da minha visita, se encontrava em obras e só pude conhecer uma pequena parte do seu interior, onde não é permitido fotografar.

IMG_3453.JPG

IMG_3455.JPG

A Porta da Ressurreição, o portão de entrada da Praça Vermelha é uma réplica do original, possui uma pequena capela (porta de madeira) e no chão em frente o marco zero de Moscou.

IMG_3710.JPG

IMG_3713.JPG

Também na Praça Vermelha se encontra o Mausoléu de Lenin, junto as muralhas do Kremlin, o seu corpo está embalsamado há quase 100 anos. Não tive interesse em visitar, a fila é imensa, a maior de todas as atrações de Moscou, porque como o local é pequeno, poucas pessoas podem entrar por vez, então a fila anda bem devagar.

mausoleu de lenin
Foto do site: http://www.dw.com

E para fechar os prédios da Praça Vermelha, que tem esse nome não só por causa da cor de suas construções mas também porque Vermelha em russo antigo significava bonita, a fachada da Duma, a antiga “câmara dos Deputados” no regime bolchevique.

IMG_3588.JPG

Agora o local mais fascinante de se conhecer é realmente o Kremlin de Moscou. Junto a Praça Vermelha é surpreendente! As suas igrejas são lindas demais, o Palácio do Arsenal, seu museu, é imperdível, em muitos tours guiados ele é excluído, fuja desse tipo de passeio! Procure fazer o tour mais completo possível ou vá sozinho e passe muitas horas lá para poder aproveitar tudo (o ideal).

Contratei o Full Kremlin Tour, pelo site da empresa http://www.moscowprivatetours.com com a guia Svetlana, uma russa muito querida, super competente, que fala português fluente e ainda conhecia a minha cidade Florianópolis! Foi um serviço muito pontual e profissional, fiz outro passeio com ela e fiquei muito satisfeita, recomendo.

Kremlin significa fortaleza, mas o da Praça Vermelha é tão famoso que incorporou o nome como significado. Como no caso da marca Gilette (para lâmina de barbear). Na realidade existem outros kremlin na Rússia (30 aproximadamente), mas o de Moscou é de fato o mais importante e emblemático.

O Kremlin de Moscou possui uma área de 30 hectares em forma de triângulo e faz fronteira com a praça Vermelha, o Parque Alexandre e o Rio Moskva. Tem mais de 1000 anos (começou com uma construção de madeira) e ganhou importância com Ivan III, o Grande, em 1462. É a sede do poder (governo) na Rússia desde 1917 com a revolução Bolchevique.

IMG_3782

IMG_3800.JPG
Em frente ao memorial do Soldado Desconhecido e a Torre da Trindade ao fundo

IMG_3815.JPG

As suas muralhas possuem 2,5 Km de extensão e altura que varia de 5 a 19 metros e um total de 20 torres. A entrada para os turistas é pela Torre Kutafyia, conectada a Torre da Trindade nos Jardins de Alexandre.

IMG_3053

IMG_3055.JPG
Torre da Trindade entrada do Kremlin – lado de fora
IMG_3064.JPG
Torre da Trindade – vista pelo lado de dentro do Kremlin

O primeiro prédio que avistamos no interior do complexo, da fortaleza, é o Palácio Estatal, um prédio construído na década de 1960 que hoje funciona como teatro do Ballet do Kremlin

IMG_3067.JPG

Em frente, o Grande Palácio do Kremlin, onde o Presidente Vladimir Putin trabalha, por questão de segurança nunca se sabe se ele está ou não,  e o marido decepcionado que não conseguiu encontrá-lo.

IMG_3070.JPG

É possível visitar a parte do palácio que é usada para recepções e eventos, mas precisa agendar com meses de antecedência, são poucos acessos disponíveis, alto custo do ingresso e a necessidade de se fazer uma pesquisa na documentação do interessado previamente enviada, já que o Kremlin é um dos locais mais seguros do mundo.

Abaixo, a Praça das Catedrais é o coração do Kremlin, onde está a maioria das atrações que se pode visitar.

IMG_3140

O Tsar Pushka, o canhão do Czar, é o maior canhão do mundo. Feito em bronze em 1586, possui 5,34 metros e 18 toneladas. O calibre é de 890 mm e nunca foi usado. Foi construído só para intimidar os inimigos e mostrar o poder bélico russo.

IMG_3081.JPG

IMG_3082.JPG

Tsar Kolokol, o Sino do Czar, é o maior sino do mundo, com 6,14 m de altura e 6,6 m de diâmetro e possui 222 toneladas!!! Nunca foi pendurado, suspenso, porque não haveria torre que pudesse sustentá-lo. De 1733, feito em bronze,  está no chão junto ao Campanário.

IMG_3097.JPG

O sino foi danificado em um incêndio antes de ser usado e o pedaço que quebrou pesa incríveis 11 toneladas!

IMG_3101.JPG

O Campanário de Ivan o Grande, construído entre 1505 a 1508, possui 34 sinos, sendo o maior, o Sino da Assunção com 64 toneladas, e a sua torre mais alta com 81 metros.

IMG_3137.JPG
Campanário de Ivan

Na foto acima na praça das Catedrais, com as suas igrejas: a) Catedral da Assunção, b) Catedral do Arcanjo São Miguel, c) Catedral da Anunciação, d) Igreja da Deposição das Vestes, e) Igreja dos Doze Apóstolos.

O interior das igrejas é de uma beleza impressionante, como não é possível fotografar o seu interior vou postar algumas fotos que consegui na internet.

A Catedral da Assunção, também conhecida como a Catedral da Dormição, de 1489 possui cúpulas em ouro, fachada de tijolos e entrada em mosaico. No seu interior o trono de Ivan o Terrível.

IMG_3152.JPG

Detalhe do tamanho da fila para entrar, com guia fica mais fácil pular a fila.

IMG_3125.JPG

A Dormição de Maria é uma das mais importantes datas do calendário da religião ortodoxa russa. Dormição é a morte de Maria, mãe de Jesus e depois a sua ressurreição e elevação ao céu. A data é comemorada em 15 de agosto.

A Catedral da Assunção era a igreja da coroação dos czares.

catedral da dormição.jpg
Foto do site: http://www.istockphoto.com – Autor: Vladislav Zolotov

Catedral do Arcanjo São Miguel de 1505, construída na época de Ivan, o Grande possui a fachada branca e 5 cúpulas: Jesus e os 4 Evangelistas. No seu interior os túmulos dos czares Ivan o Terrível e Ivan o Grande. Esta igreja foi o local de enterro dos czares da Rússia até o século XVII. Possui 54 túmulos e 46 lápides de czares e príncipes.

IMG_3112.JPG

arhangelskij-sobor-moskovskogo-kremlya-opisanie-istoriya-i-interesnie-fakti-4
Foto do site: http://www.pt.sodiummedia.com

A Catedral da Anunciação, de 1489 também possui fachada branca e cúpulas de ouro. Conhecida como o “puxadinho” de Ivan o Terrível. Como o czar se casou algumas vezes era impedido de entrar nas igrejas pela religião ortodoxa russa, então resolveu seu problema construindo um anexo para que pudesse assistir as missas.

IMG_3153

catedral da anunciação
Foto do site:: http://www.nextews.com

A Igreja da Deposição das Vestes, de 1484, era a igreja particular do czar. O seu interior possui desenhos de artistas russos do século XVII. Seu exterior é simples, é uma igreja pequena que fica escondida. As 11 cúpulas do Palácio Terem se incorporam a ela criando um efeito muito bonito.

IMG_3127.JPG

IMG_3130

A Deposição das Santas Vestes da Virgem Maria é uma festa que data do século V e celebra a viagem das vestes de Nossa Senhora entre a Palestina e Constantinopla. Já no ano de 860 o Patriarca colocou as vestes da Virgem no mar causando uma tempestade que destruiu os navios invasores na Guerra Rus-Bizantina em Constantinopla. A igreja é dedicada  a essa tradição.

Além das igrejas, O complexo do Kremlin de Moscou também possui o Palácio das Facetas, o seu mais antigo edifício, de 1492, decorado com pedras angulosas. No seu interior há dois salões de cerimônia, o salão principal possui 500 m2 e tem o Átrio Sagrado onde o czares recebiam a coroa.

IMG_3163.JPG

Palácio-das-facetas.jpg
Foto do site: http://www.blog.universidades-rusia.com

O Palácio dos Terens ou Palácio Teremnoy foi inaugurado em 1636 e era a principal residência dos czares no século XVII. Junto ao palácio foram construídas 5 pequenas igrejas, que possuem 11 torres finas (base verde e vermelha) com cúpulas douradas, são lindas, a única parte que se consegue ver do palácio, que não é aberto ao público.

IMG_3129.JPG

4950e856-281a-4a94-80e5-34f14599e4b2-mamchester
Foto do Site: http://www.itinari.com – Crédito da foto: mamchester

Por fim, a atração que considero imperdível no Kremlin e que muitos tours não incluem, a visita ao Palácio do Arsenal (Armory Chamber), o maior museu do Kremlin, de 1508, o prédio atual é de 1851, tem no seu acervo 4.000 peças.

IMG_3171.JPG

A riqueza e importância histórica de seu acervo é imensa. Uma das peças mais importantes é o trono esculpido em marfim do czar Pedro, o Grande. Também possui uma coleção de ovos Fabergé.

o-palacio-do-arsenal-em-moscou-7.jpg
Foto do site: http://www.turismo.culturamix.com

E uma galeria denominada “O Fundo dos Diamantes” cujo ingresso deve ser comprado à parte, na hora. Pedi para Svetlana nossa guia comprar a entrada que é feita em grupos por vez, mas não demorou, fotos são proibidas.

No Fundo dos Diamantes está o 4° maior diamante do mundo no cetro da Imperatriz Catarina a Grande e a coroa do Czar utilizada pela última vez por Nicolau II. Foi muito emocionante poder conhecer um acervo desta magnitude.

o-palacio-do-arsenal-em-moscou-6
Foto do site: http://www.turismo.culturamix.com
o-palacio-do-arsenal-em-moscou-9.jpg
Foto do site: http://www.turismo.culturamix.com

E assim terminamos o nosso passeio pelo Kremlin de Moscou, mais um risquinho na lista de sonho realizado, na lista dos lugares incríveis para se conhecer.

Como mencionei no início, o Kremlin faz fronteira com os Jardins de Alexandre um dos primeiros parques públicos urbanos da Rússia. De 1823 seu nome é dedicado ao Czar Alexandre I. É composto por três jardins e percorre o lado ocidental da muralha do Kremlin.

IMG_3231.JPG

IMG_3819.JPG

IMG_3198.JPG

img_3834.jpg

img_3826.jpg
Feliz em Moscou

No próximo post mostrarei a Rua Arbat, o passeio pelas margens do Moskva e o tour incrível que fizemos com Svetlana pelo parque VDNKh e o Museu da Cosmonáutica (presente de aniversário para o marido). Até breve!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2 comentários em “Moscou

  1. Cristina.Confesso que nunca tinha visto um blog sobre Moscou, tão fascinante como o seu,que acabo de ler.Claro ,breve e conciso.Descrição de profissional e fotos com olhos de artista..Com uma blogueira “très chic”, elegantérrima e culta,além de linda,of course”.E com um coadjuvante e ator premiado que sabe a hora certa de aparecer e elevar os tributos da amada.Parabéns Cris e Rogério,amigos que só me dão orgulho.Lindo blog!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Amigo querido muito obrigada pelo seu comentário, pelas palavras tão gentis que me animam e me inspiram. Seu olhar de amigo é muito bondoso! O blog é a minha terapia, adoro viajar e lembrar depois na hora de escrever é bom demais! Rogério manda abraços, que a gente possa se rever em breve, beijos!

      Curtir

Deixe uma resposta para bertoncinipelomundo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s