Istambul – parte I

De início já vou dar a dica mais valiosa para conhecer Istambul: contrate a Gonca Kaya!!!! Conheci pelo seu instagram @guiaturca e foi maravilhoso. Gonca (se pronuncia Gondja) é turca, fala perfeitamente o português, conhece Istambul na palma da mão, tem informações valiosas, é super querida e você não pega fila com ela, salta todas (as filas nos palácios e nas mesquitas são quilométricas) o nosso tempo rendeu muito, conheci tudo que eu queria em dois dias na cidade, fiquei no total 4 noites.

Me hospedei no Hotel Four Seasons, no bairro de Sultanahmet, bem no centro histórico, colado as mesquitas e outras atrações. O hotel é lindo, acomodações super confortáveis, staff muito gentil, amei tudo nesse hotel. Para uma primeira vez em Istambul recomendo ficar em Sultanahmet porque facilita muito o tour pela cidade.

Istambul é uma cidade de 18 milhões de habitantes, mesmo conhecendo e gostando de São Paulo, a maior cidade do Brasil, não estava preparada para uma cidade com tantas pessoas. Acrescente os milhares de turistas, então é bem difícil andar de táxi, tem congestionamento o tempo todo, ficamos 1 hora parados do aeroporto para o hotel na chegada, fiquei apavorada rsrsrs.

Outra dica: contratei o serviço de transfer VIP do Hotel Four Seasons na chegada. O funcionário nos pegou com um carrinho elétrico na área de desembarque, nos deixou em uma fila separada da imigração (tinham 3 pessoas na minha frente) na fila comum tinham centenas (não estou exagerando), levou menos de 5 minutos para passar e o agente da imigração não fez nenhuma pergunta! Depois com o carrinho novamente fomos para a esteira de bagagens, tinha outro funcionário esperando para pegar as malas e por fim fomos para o carro, um Mercedes, que nos levou para o hotel. Serviço nota 1.000.

O pátio interno e os jardins do hotel são lindos!

IMG_8176.JPG

IMG_8180.JPG

IMG_8169.JPG

IMG_9030.JPG
Varanda do quarto

O hotel tem áreas comuns lindas também, restaurante, bar interno e dois bares ao ar livre no rooftop, um menor com uma vista maravilhosa do Mar de Mármara e outro maior, estilo lounge de frente para a Hagia Sofia, com DJ, esse foi o meu preferido.

IMG_8161.JPG

IMG_8152.JPG

IMG_8282.JPG
Fachada do Hotel Four Seasons Sultanahmet à noite

No outro dia começamos o nosso tour com a Gonca Kaya. A primeira parada foi na praça do Hipódromo, muito perto do nosso hotel em Sultanahmet. Era o centro esportivo e social de Constantinopla, capital do Império Bizantino. Ocorriam aqui corridas de bigas e quadrigas (como no filme Ben-Hur). O Hipódromo não existe mais, manteve apenas o formato oval.

Aqui o Obelisco do Templo de Kar em Luxor, no Egito, do ano de 1.490 a.c. O Imperador Teodósio trouxe para Istambul em 390 d.c. Teve que ser dividido em 3 partes para o transporte, hoje só existe a parte mais alta. Na frente do Obelisco a Coluna Serpentina do Templo de Apolo, em Delfos, na Grécia, de 479 a.c. que mede hoje 5 metros, pois a ponta com as cabeças de serpente se encontram em museus (originalmente tinha 6,5m)

IMG_8311.JPG

IMG_8318.JPG

A linda Fonte Alemã, um presente do Imperador alemão Guilherme II para o Imperador otomano Abdülhamed II, inaugurada em 1901, de mármore  e domo de bronze, em estilo bizantino.

IMG_8304.JPG

IMG_8331.JPG

Próxima parada a Mesquita Sultanahmet, ou a Mesquita do Sultão Ahmet, que foi quem ordenou a sua construção. É conhecida como a Mesquita Azul. Para entrar as mulheres tem que estar com as pernas, ombros e cabelos cobertos. Homens podem entrar de bermuda desde que os joelhos e ombros estejam cobertos. Estava muito calor em Agosto, então muitas pessoas com trajes não adequados recebem um pano (horroroso, vai estragar as suas fotos!) para a cabeça e outro para enrolar na cintura como uma saia.

A Mesquita Azul é linda, por fora e por dentro. Por fora mesmo é impactante. É uma mesquita otomana, única com 6 minaretes. Reza a lenda que foi um erro do arquiteto que não compreendeu o pedido do Sultão Ahmet por minaretes de ouro. Como em turco as palavras “ouro” (altin) e “seis” (alti) tem pronúncia parecida, ele fez a Mesquita com seis minaretes o que causou problema porque a única que tinha permissão para ter seis era a de Meca. Como solucionar? Construíram mais um minarete na Mesquita de Meca, problema resolvido e que salvou a vida do arquiteto.

A Mesquita Azul é do ano de 1.609/1.616, tem 40 metros de altura, possui 20.000 azulejos azuis e com a entrada da luz ela fica em tons de azul, por isso é assim chamada. Nas paredes pinturas e escritos do Corão. Funciona das 9:00 às 21:00 horas todos os dias e fecha para não muçulmanos 5 vezes por dia na hora da oração. O chamado para a oração é feito por alto falantes e é muito lindo, para ouvir tem um vídeo no post  Istambul – parte II

IMG_8210.JPG

No pátio interno da Mesquita Azul

IMG_8355.JPG

Em frente a porta de entrada da Mesquita Azul. Passei muito calor coberta assim em Agosto

IMG_8349.JPG

IMG_8375.JPG

IMG_8369

IMG_8361.JPG

Parte da Mesquita está em reforma, mas isso não impediu de ver a sua beleza. O local destinado para oração dos muçulmanos é separado, assim como para a oração das mulheres.

IMG_8364.JPG

IMG_8359

Em seguida fomos para o Palácio Topkapi, do ano de 1.453 do Sultão Mehmet II. Possui dois locais para visitação, o Palácio e o Harém, recomendo visitar os dois porque são lindos e bem diferentes um do outro.

IMG_8440.JPG

IMG_8527.JPG

IMG_8480.JPG

IMG_8514.JPG

O Harém era onde viviam a mãe, a mulher e as concubinas do Sultão. Os seus azulejos pintados foi uma das coisas mais lindas que já vi na vida, seus desenhos são reproduzidos por tudo em Istambul, quadros, vasos, louças, são realmente magníficos.

IMG_8457

IMG_8495

IMG_8463

O Palácio tem um terraço com uma vista linda para o Mar de Mármara e ao fundo o Estreito de Bóforo.

IMG_8538

Fonte Ahmet II em frente ao Palácio Topkapi, linda demais (foto de outro dia)

IMG_8841

Depois seguimos para Hagia Sofia, a atração que eu estava mais ansiosa para conhecer em Istambul e superou a minha expectativa, porque é linda demais!!!!! Foi construída nos anos de 532 a 537 para ser a Catedral de Constantinopla. Foi a principal Igreja do Império Bizantino, depois Igreja Católica Romana, Mesquita e hoje é um museu.

Hagia Sofia significa a Igreja da Santa (Sagrada) Sabedoria de Deus.

IMG_8414.JPG

IMG_8579

IMG_8568

IMG_8554

IMG_8576.JPG

IMG_8551

Ao lado da Hagia Sofia se encontra a Cisterna da Basílica, do Século VI, construída pelo Imperador Justiniano, se trata de um grande tanque com 143 metros de comprimento e 65 metros de largura. Com 336 colunas de mármore possuía capacidade para 80.000 m3 de água. O centro de distribuição ficava a 19 km de distância e a água chegava até aqui por aquedutos.

O filme O Inferno, baseado no livro de Dan Brown, com Tom Hanks tem uma cena filmada aqui, embora na ficção mostre com água, atualmente é só um local para visitação, não possui mais a função de cisterna.

IMG_8590.JPG

IMG_8599.JPG

A cisterna foi construída com materiais provenientes de vários lugares, como palácios e em duas colunas as bases são cabeças de Medusas e uma inclusive está ao contrário. Como eram blocos de mármore muito pesados e tudo iria ficar embaixo d’água os operários não se preocuparam em desvirar a cabeça.

IMG_8606

IMG_8609

Por fim, fomos com a Gonca conhecer o Grand Bazar de Istambul, de 1461, construído pelo Sultão Mehmet II, tem aproximadamente 4.000 lojas. Não abre aos domingos.

Para entrar no Grand Bazar passamos pela porta junto a Mesquita Nuruosmaniye

IMG_8618.JPG

IMG_8640.JPG

As lojas são incríveis! O Grand Bazar é um labirinto composto de 60 ruas, é de enlouquecer, além de lojas tem restaurantes e casas de chá

IMG_8652.JPG

Amei essa loja, se chama Cashmere House, comprei dois caftans lindos aqui

IMG_8644.JPG

O tour com a Gonca Kaya terminou aqui e eu só tenho a agradecer a sua simpatia, competência e profissionalismo, um passeio guiado privativo de excelente qualidade e que nos deixou seguros para depois explorarmos sozinhos Istambul.

Aliás, é bom comentar porque recebi perguntas pelo Instagram sobre isso, achei Istambul uma cidade muito segura, andei por alguns bairros, a pé e de táxi, de dia e à noite e não vi qualquer problema e não senti medo ou fiquei preocupada. Os seus problemas políticos passam longe do turista. Só no aeroporto que a segurança é mais reforçada do que em qualquer outro país que já estive.

Saudade da querida Gonca Kaya @guiaturca com a linda Hagia Sofia ao fundo

IMG_8422.JPG

No outro dia, domingo, fui visitar o Palácio Dolmabahçe e como tinha ficado apavorada com as filas enormes que vi nas outras atrações (como falei não peguei fila nenhuma porque a Gonca salta todas),  agora sozinha resolvi ir cedo no Palácio. Tinha a informação que abria às 9h e fechava às 16h e só podia visitar através de passeio guiado. Nada disso! Cheguei às 8:50 (fui de táxi, muito tranquilo domingo pela manhã) e já estava aberto (desde 8:30h), quase ninguém na bilheteria e tem dois tipos de tíquete, sozinho ou tour guiado. Comprei para visitar por minha conta com direito ao áudio guia. No verão só fecha às segundas.

O Palácio Dolmabahçe é do século XIX em estilo europeu, em frente ao Bósforo, foi construído pelo Sultão Abdul Mejide. O primeiro Presidente da República da Turquia Mustafá Kemal Ataturk morreu aqui em 1938 e os relógios estão todos parados na hora da sua morte 9:05h. Possui 285 quartos, 43 salas e o Salão de Festas possui um lustre de cristal Bohemia de 4 toneladas, presente da Rainha Vitória do Reino Unido.

IMG_8770.JPG

IMG_8714.JPG

IMG_8716

IMG_8724

A arquitetura do Palácio é linda, bem como o seu interior que possui 14 toneladas de ouro na ornamentação dos tetos. Mas, é uma construção em estilo europeu, ou seja, não tem nada a ver com o que a gente espera ver na Turquia. E não pode fotografar o seu interior (raiva!). Foto do site: http://www.dicasdaeuropa.com

IMG_E8971

Os jardins são lindos e o portão de frente para o Bósforo um sonho!

IMG_8712

IMG_8743

IMG_8722

IMG_8753

Na Torre do Relógio

IMG_8774

No complexo do Palácio também tem o Harém e o Museu dos Relógios.

Do Palácio pegamos outro táxi (tem um ponto em frente)  e fomos para o bairro de Beyoglu e percorremos o seu calçadão Istiklal Caddesi entre as praças Taksim e Tünel. Tem muitas lojas e restaurantes, a arquitetura é bonita e tem sempre muita gente passeando.

IMG_8788

IMG_8802

IMG_8796

Andamos até o final do calçadão e depois continuamos descendo a rua em frente a área pedonal para chegar na Torre Gálata, cartão postal de Istambul.

Gálata é uma torre medieval, construída pelos Genoveses em 1348, já serviu para defesa da cidade, observatório astronômico e prisão. O seu miradouro está a 51 metros de altura, no seu topo tem um restaurante e bar que dizem tem uma linda vista, imagino, mas não tive vontade de subir. Funciona das 9:00 às 20:00 horas, todos os dias.

Em 1630 Hezârfen Çelebi conhecido como aviador otomano, usando asas e com a força do vento saltou do alto da torre e conseguiu voar e aterrissar em segurança, um feito incrível.

IMG_8826

Por fim, no domingo, fizemos um passeio (cruzeiro) pelo Bósforo que junto com os restaurantes, o banho Turco e o Bazar das Especiarias que eu amei,  ficarão para um outro post. Istambul é uma cidade linda vista do Bósforo, mágica à noite e o banho turco é uma tradição que não se pode deixar de fazer!

 

 

 

 

 

 

 

2 comentários em “Istambul – parte I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s